VACINAS de mRNA: Um Sistema Operacional” para Modificar Humanos e “Hackear” Funções Biológicas

As empresas Moderna (modeRNA – Modo RNA) e Pfizer que estão lançando a nova tecnologia de injeções experimentais de mRNA que estão a ser usadas diretamente em cobaias humanas “ignorantes” e não são nada semelhantes às vacinas tradicionais baseadas em vírus atenuados. Essas injeções tecnológicas de plataformas de mRNA é um tipo de “sistema operacional” projetado para programar seres humanos e transformar suas células em sistemas eficientes de entrega de “medicamentos” ou informações.

Este sistema não é medicamento nem vacinação. Este sistema é uma manipulação celular completa, ou de “DNA”, onde se diz ser o código de Deus ou código da vida, ou o código do seu CRIADOR” . Este sistema é uma manipulação celular usando moléculas biológicas estranhas para codificar, decodificar, regular, mudar a expressão e alterar as instruções fisiológicas dentro dos seres humanos. Em outras palavras querem descobrir a foma de como transformar os humanos naturais em (humanos 2.0) – humanos geneticamente modificados, sendo assim, deixando de ser propriedade de Deus, e podendo ser patenteados por uma empresa, portanto, ela se tornará seu dono.

A plataforma de tecnologia de mRNA é semelhante a um sistema operacional de computador, admite a empresa. Os cientistas preparam uma sequência única de mRNA que codifica uma proteína específica. Uma vez injetado em humanos, esse programa é realizado no corpo do indivíduo, ao nível celular. A plataforma de mRNA é onde a gigante farmacêutica se funde com Bill Gates e os barões dos gigantes da tecnologia, onde, poderão monitorar e coletar dados de cada ser humano do planeta, assim escravizando em um sistema de controle projetado para lucrar com suas funções celulares e biológicas em um futuro imprevisível.

As novas vacinas de mRNA são programas projetados para manipular e escravizar funções biológicas humanas.

A Moderna gaba-se de que “várias centenas de cientistas e engenheiros estão exclusivamente focados no avanço da tecnologia de plataforma da Moderna”. Esses cientistas estão tentando “hackear” humanos com bioinformação e tornar as populações dependentes da tecnologia. A Moderna chegou a apelidar sua plataforma de mRNA de ‘Software da Vida’.

Esses cientistas estão procurando maneiras de ajudar o mRNA estrangeiro a evitar a detecção imunológica. Eles também estão experimentando maneiras de enganar os ribossomos das células para que processem o mRNA como se fosse natural. Eles também estão traçando maneiras de instruir as células humanas a produzir proteínas artificiais a longo prazo. A Moderna nasceu do sucesso em usar o RNA modificado para reprogramar a função de uma célula-tronco humana, modificando-a geneticamente.

À medida que esses “sistemas operacionais” de RNA são instalados em corpos humanos, fica ainda mais claro que as empresas farmacêuticas estão procurando modificar geneticamente e possuir proteínas humanas enquanto controlam os processos biológicos das gerações vindouras. Tanto no nível psicológico quanto no fisiológico, os seres humanos estão sendo rotulados como gado ao se submeterem a esses programas de software de mRNA.

Bill Gates e os barões da tecnologia querem coletar seus dados biológicos do seu corpo e mente.

Em março de 26 de , 2020 , no auge da pandemia coronavírus e no meio do bloqueio, a Microsoft foi concedida uma patente pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI). A patente WO 060606 declara que“ Atividade corpo humano associado a uma tarefa fornecido a um utilizador pode ser usado em um processo de mineração de um sistema criptomoeda …”.

“ Actividade corpo” que Microsoft quer minar inclui radiação emitida a partir do corpo humano, as atividades cerebrais, o fluxo de fluido do corpo, o fluxo de sangue, a atividade do órgão, o movimento do corpo, tais como o movimento dos olhos, o movimento facial, e o movimento do músculo, assim como quaisquer outras atividades que podem ser detectadas e representadas por imagens, ondas, sinais, textos, números, graus ou qualquer outra informação, ou dado.

Observe que esta patente # 060606 foi concedida à Microsoft em 26 de março de 2020, exatamente quando a plandemia estava aumentando. E lembre-se de que 666 passa a ser o Número da Besta, conforme referido no Novo Testamento, Livro de Apocalipse 13:18.

Estas são as informações da patente do dispositivo Microsoft para comprar e vender criptomoedas usando o corpo humano.

Bill Gates está construindo algo que chamamos de Sistema de Entrega de Vacinação Microneedle por Pontos Quânticos Implantáveis ​​em Humanos, e é composto de várias coisas.

No centro, temos a vacinação COVID-19 que ele deseja administrar a todos os seres humanos do mundo; haverá microagulhas de ponto quântico, uma marca de identificação digital da ID2020 e um dispositivo humano implantável para comprar e vender criptomoeda com o número de patente de # 060606 . O ID digital virá na forma de algo chamado passaporte de imunidade.

Resumo da patente: A atividade do corpo humano associada a uma tarefa fornecida a um usuário pode ser usada em um processo de mineração de um sistema de criptomoeda. Um servidor pode fornecer uma tarefa a um dispositivo de um usuário que está comunicativamente acoplado ao servidor. Um sensor comunicativamente acoplado a ou compreendido no dispositivo do usuário pode detectar a atividade corporal do usuário. Os dados de atividade corporal podem ser gerados com base na atividade corporal detectada do usuário. O sistema de criptomoeda acoplado comunicativamente ao dispositivo do usuário pode verificar se os dados de atividade corporal satisfazem uma ou mais condições estabelecidas pelo sistema de criptomoeda e conceder criptomoeda ao usuário cujos dados de atividade corporal são verificados.

Fonte: Coletividade-evolutiva.com

//-

Share

Seja o primeiro a comentar on "VACINAS de mRNA: Um Sistema Operacional” para Modificar Humanos e “Hackear” Funções Biológicas"

Deixe um comentário

O seu e-mail não será publicádo.





* (Requerido)

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.