Na Noruega a Vacina Mata Mais Que a Doença

Enquanto os países corruptos chantageiam e pressionam pessoas a tomar vacinas sem cumprir o direito mais essencial de consentimento informado. Enquanto os corruptos de apressam a recrutar jovens para a experiência macabra.

A Noruega acaba de publicar dados de mortalidade associada a vacina Pfizer: 10 mortos tem “muito provavelmente” relação de causa efeito com a toma de vacina. 26 mortos tem relação “provavel”. 36 mortos em pessoas a quem a vacina já não trazia qualquer vantagem, por terem esperança de vida já muito reduzida, por serem velhinhos frágeis.
Publicado, de posto ao dispor do público, sem truques de jornalixo, sem mentiras políticas. Preto no branco.
Publicado com recomendação que não se devem vacinar pessoas muito frágeis por ser tratamento médico desumano, de submeter a sofrimento sem qualquer vantagem na sua esperança ou qualidade de vida.

Num país que já suspendeu permanentemente a vacina AstraZeneca por acarretar mais risco que benefício .

Num país racional, que recusou embarcar em histerias nesta época gripal e manteve a liberdade de quem não cometeu qualquer crime. Num país que a primeira ministra admitiu errar e ter tomado decisões em consequências das mentiras do jornalixo de imagens falsas de caixões na Itália.

Num país, diferente da cloaca que vivemos.

Ainda assim um país que já leva 155 mortos associados a vacinação, quando nem 25% da população está vacinada e onde 780 mortes estão associadas a covid. Ainda assim, um preço de sangue absurdo na subserviência ao medo e aos interesses comerciais.

Fontes: https://www.bmj.com/content/373/bmj.n1372
https://tidsskriftet.no/en/2021/05/originalartikkel/nursing-home-deaths-after-covid-19-vaccination

//-

Share

Seja o primeiro a comentar on "Na Noruega a Vacina Mata Mais Que a Doença"

Deixe um comentário

O seu e-mail não será publicádo.





* (Requerido)

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.