Egipto: maré negra no mar vermelho

 O governo confirmou fuga de uma plataforma perto de Hurghada.

Um dos destinos turísticos mais importantes do Egipto, Hurghada, está a sofrer um drama ambiental devido a uma fuga de crude numa plataforma petrolífera no mar vermelho. A informação foi confirmada esta segunda-feira pelo governo egípcio, segundo avança a Associated Press.

A fuga foi detectada a semana passada, mas só agora o executivo confirmou a informação. O porta-voz do governo, Magdy Rady garantiu que a quantidade de crude libertado foi «limitada» sem, no entanto, referir a quantidade. A mesma fonte, acrescentou que o derrame está quase totalmente controlado.

Responsáveis pelas companhias petrolíferas, que preferiram manter o anonimato por não terem autorização para falar aos jornalistas, confirmam que 160 quilómetros de costa já foram afectados pela maré negra.

O facto de Hurghada ser um destino de eleição no Egipto e o medo de afastar os turistas, poderá explicar o silêncio e a ocultação em relação a este derrame de petróleo.