O NEGACIONISMO DOMINANTE!

Acusam de negacionistas quem critica as medidas bem como relativização da gravidade do vírus ao que realmente é, mas a maior prova de negacionismo actual é o silêncio e fingimento de que uma das bases que levaram aos confinamentos e à maioria das medidas CAIU POR TERRA (embora já se sabia no passado, decidiram esquecer o conhecimento científico e inverter o Ónus da prova).

Um Estudo de elevada qualidade, alargado (9.899.828) com testes positivos confirmados com culturas virais não encontrou evidências de transmissão de assintomáticos:
www.nature.com

Uma Meta-análise e análise sistemática para transmissões em casa, o índice transmissão de sintomáticos é de 17% e de assintomáticos 0,7% (sem significância, podendo ser 0% no intervalo de confiança)
jamanetwork.com

Sobre os pré-sintomáticos, outro tema de reserva a favor das medidas, há outra meta-análise e revisão sistemática de 79 estudos (5340 pessoas), onde não é encontrada relevância na transmissão de pré-sintomáticos.
thelancet.com

Mas continua-se a ignorar estas evidências e nem um debate público existe sobre este tema… que é um dos mais importantes e a base de tudo o que foi feito. Não querem assumir um erro? Será essa a razão?

O que existe sobre transmissão de assintomáticos são estudos de relatos, ou estudos sem significância. Os referidos atrás estão no topo da pirâmide da evidência.
Como tenho referido, este é o tema sobre a evidência da base e eficácia das medidas, depois há temas não falados e debatidos, acerca da moralidade, ética, impacto social e económico das mesmas.

Vamos continuar na negação?

//-

Seja o primeiro a comentar on "O NEGACIONISMO DOMINANTE!"

Deixe um comentário

O seu e-mail não será publicádo.